Harriet e o desejo

by
Mônica e o desejo

Mônica e o desejo

          O cinema sueco e Ingmar Bergman não seriam nada sem as suas mulheres. De todas as beldades que Bergman traçou em sua vida e que compartilhou com o mundo através das telonas, nem uma é tão lasciva quanto Harriet Andersson (1932 – ). Seja no papel de uma adolescente rebelde, em Mônica e o desejo (1953), ou como na empregada safada de Sorrisos de uma noite de amor (1955), e mesmo interpretando uma esquizofrênica, em Através de um espelho (1961), Harriet se mostra única na sua sensualidade sem maquiagens, só na boca carnuda e nos olhos apertadinhos que escondem e convidam.

 

dani-si

Tags: ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: