Comeu?!?! “Ah… então vai ter que dar…”

by

Eu já conheci muita gente cara-de-pau. Uns mentem para se beneficiar, outros deturpam uma situação em favor próprio e ainda têm aqueles sem-vergonha mesmo. Mas, hoje, amigo leitor, depois de ter achado que já tinha visto “de tudo”, confesso: tem umas figurinhas que não se cansam de se superar e, de forma quase inédita, ainda conseguem me surpreender. Para você ter uma idéia do tamanho do absurdo, escuta aí a história dessa vigaris… digo, dessa mulher.

Idade: 30 anos. Profissão: Professora. Nacionalidade: Malaia.
Estado do hímem: Rompido. Pois é… dizem as más linguas que a nossa protagonista era uma mulher tradicional, daquelas que querem porque querem casar, sabe? E, acredite, como alguém ligado aos “bons costumes”, a moça queria casar virgem (com 30 anos?). O namorado dela, que não é bobo nem nada, fazia o jogo duro, desconversando sobre o assunto, apesar de não aguentar mais AQUELA (!!!) abstinência. A solução, então, foi uma compensação para ambos os lados. Ela aceitou se entregar ao rapaz em troca da união de papel passado do casal. Papo vai, papo vem… E assim se deu. Em troca de uma aliança (talvez até de brilhantes!!!), a famigerada virgindade da professorinha bateu asas e voou.

Tudo parecia na maior felicidade e normalidade, mas, amigo leitor, havia um problema: como a união não recebeu a benção espiritual, já que o matrimônio somente se deu no civil, e a moça não tinha mais o lacre do hímem intacto, a família da nossa protagonista reagiu. A partir daquele momento, a professorinha não podia mais fazer parte da família. Estava expulsa do círculo familiar.
Foi um tapa na cara. Nem sei o quanto é difícil receber uma notícia como esta, mas, pelo menos, tenho certeza de uma coisa: na dificuldade é que as pessoas se revelam. Hoje, depois de iniciada sua vida sexual, a moça, se sentindo muito lesada, procurou a Justiça. Está processando o marido, pedindo a anulação do casamento e esperanddo receber uma indenização de nada mais nada menos que 3 milhões de dólares bancada pelo rapaz. E sabe qual é alegação defendida pela vigarista? O matrimônio se deu de “maneira deturpada”, só no papel. Segunda ela, as coisas não ocorreram do jeito que todas as mulhers desejam. Sei lá… tô muito intolerante ou essa mulher está passando dos limites?

4 Respostas to “Comeu?!?! “Ah… então vai ter que dar…””

  1. Cris Rodrigues Says:

    Por favor, salvem a professorinha!

  2. B - A Vida Secreta Says:

    Ei equipe do Pernas Abertas, vim dar beijocas, afinal, é dia internacional do beijo!!!! Beijo vcs!

  3. PD Says:

    Atente para o detalhe: a professora é malaia.
    Qualquer criança com mais de 10 anos sabe que a moeda da Malásia é o hímem. É por essa razão, inclusive, que o Pão de Açucar de lá se chama HIMalaia. Tendeu?
    🙂

  4. Ale Lucchese Says:

    sim! agora td ficou claro! aHUIAHuiaHiuAHI bom demais esse comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: