O Alvo

by

O Jornal ABC, de Novo Hamburgo, publicou, no domingo (20), uma matéria criticando a decisão da Target de veicular um outdoor. Nele uma moça aparece deitada sobre um alvo, vestida com roupas de inverno. O alvo é o logo da marca. No seu centro, as pernas abertas da modelo. “O mínimo que alguns dos críticos disseram é que a imagem mostra as mulheres sendo mais uma vez usadas como alvo com fins sexuais”, diz a matéria.

Na capa da mesma edição, a foto de maior destaque é da “atriz” Juliana Knust. Vestindo apenas a parte de baixo de um biquíni amarelo, os seios escondidos pelos braços. “Título” da matéria: A comida preferida de Juliana. E segue: “A atriz Juliana Knust, intérprete de Débora na novela Duas Caras e uma das novas musas nacionais depois de posar nua ( . . . )”.

Por Deus, há uma enorme discrepância entre o discurso feminista e o papel que as mulheres desempenham hoje. Se diz que a mulher representa uma coisa nova, quando na verdade ela continua tendo aquele velho significado social, determinado por pré-conceitos.Com a liberação dos sexos, a mulher deixou de ser a figura central do ambiente familiar, amante de alcova. Muitas vitórias foram atingidas. Mas também houve perdas. Socialmente o discurso da liberação feminina foi substituído por uma ditadura. A mulher moderna não luta mais por direitos. Agora ela tem que ser gostosona – e fotogênica. E igual a todas as outras. Embora se exija que tenha atitude para ser diferente.

O discurso feminista é recente. Talvez a mulher demore a conquistar de fato o sue espaço. O problema também pode ser cultural. A mulher foi castrada em suas vontades e desejos, para que a sociedade fosse controlável. Assim ela acabou aceitando ser o símbolo da sexualidade recatada, que atrai sexualmente o marido, mas que é assexuada aos olhos dos vizinhos. Hoje a figura feminina é vulgarmente explorada nas páginas dos jornais.

Não encerro a discussão aqui, é evidente. Muitas coisas ainda podem – e devem – ser ditas. Gostaria de chamar a atenção para esse assunto que me incomoda e não faz jus à postura da maioria das mulheres que conheço. É hora de mudar o discurso. Para isso, é preciso discutir. E trocar o alvo dessa seta arcaica.

Uma resposta to “O Alvo”

  1. sacanagem Says:

    O homem também não virou metrossexual?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: