Ela riu da minha cueca

by

Ela riu da minha cueca. Ela riu da minha cueca porque não era da moda. Ela riu do meu cabelo. Eu tinha acabado de acordar e ela riu do cabelo. Riu porque o gel se desconfigurou durante a noite e me deixou com um topete torto. Eu nem conhecia aquela mulher e ela estava ali, em pé, na minha frente, no meu quarto, rindo da minha cara. No início fiquei encabulado, me acordei com aquela risada diabólica, ainda meio tonto não entendia a situação. Quando finalmente compreendi, vi que não havia motivos para vergonha. Se todos têm cus e sovacos, por que uns se sentem melhor do que os outros?

Ri dela também. Ri porque na noite anterior ela era bem mais bonita. Suas unhas – vermelhas de luxúria – como ela própria declarou na noite passada, estavam ao lado do meu despertador. Reconheci, jogados no chão, aqueles peitos que eu desejei durante horas no bar. Agora, ao lado da cama, não passavam de esponjas no bojo de um sutiã velho. Ri do seus cabelo loiro-oxigenado que não combinava com os seus pentelhos negros. Mas me lembrei que não há motivos para rir do outro porque, se todos têm cus e sovacos, como pode alguém se sentir melhor do que o outro?

***

O day after pode ser assim… tem gente que gosta de correr riscos, de acordar e, ainda antes de abrir os olhos, tentar lembrar da noite anterior e se perguntar “quem será que está no meu lado hoje?”. Cada um com as suas preferências, só não vale rir d@ pinta no outro dia de manhã. Ria de si mesmo, é mais divertido rir de si consigo!

5 Respostas to “Ela riu da minha cueca”

  1. B. Says:

    Adorei o texto, como diria Caetano, de perto ninguém é normal! Tb concordo que rir de si é muito divertido e menos arrogante.

  2. Mari Lopes Says:

    DANI! Tu sabe que eu AMO esse texto, sempre me mato rindo e é a mais pura verdade. Como disse a B. aí em cima, de perto ninguém é normal. Todos temos cus, sovacos, pentelhos, e se não tomarmos banho, vamos ficar fedorentos. Quem gosta de ‘bonecos perfeitos’ não aceita isso. Mas quem prefere humanos, aceita, abstrai e leva a vida numa boa, se divertindo com as (a)normalidades nossas de cada dia.

  3. Daniel Henrique Says:

    Muito bom o texto.
    Rir de si mesmo é amelhor cosia que existe.
    Nos preocupamos demais com coisas que não deveriam ser tão importantes.
    A vida é muito mais do que isso.
    Abraço e até mais.

  4. Nana en Lingerie Says:

    By the way: ADOREIIII o post!!!!

  5. maria Camille Says:

    Nossa amei… texto leve e engraçado kkkk \o/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: