Somos parceiros, não somos?

by

 

“…tenho uma coisa pra te perguntar – muito importante pra mim – eu não imagino como você vai segurar isso – nós somos parceiros não somos?”

“Claro que sim, Dean”. Ele quase corou. Finalmente pôs tudo pra fora: ele queria que eu comesse a Marylou. Eu não perguntei por que pois sabia que ele queria ver como Marylou se comportava com outro homem.

(…)

Dean contou a ela o que nós decidimos. Ela disse que estava excitada. Quanto a mim, não tinha tanta segurança. Teria de provar que podia passar por mais essa. A cama havia sido o leito de morte de um homem gordo e havia cedido bem no meio. Marylou deitou-se ali com Dean e comigo, um de cada lado, suspensos numa protuberância nos confins do colchão, sem saber o que dizer.

Parabéns parabéns e mais parabéns a On the road, hoje completando cinqüenta anos na arte de libertar corações e almas. Longa vida a Dean, Sal e Marylou!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: