Arquivo da categoria ‘Guia do Sexo’

Just for women

agosto 26, 2008

Orgasmos múltiplos – parece ficção, mas é verdade. Mas apenas para as mulheres. Yeah! Uma recompensa por termos que passar por cólicas, menstruação, tpm e tudo mais. Deus olhou pra gente!

A diferença entre homens e mulheres é que os homens, após gozarem, entram no chamado período refratário, em que necessitam de um momento ou dois de pausa para retornar as atividades enquanto que nós podemos seguir sendo estimuladas e gozando, bem feliz.

fases do orgasmo

Manual do pênis

março 27, 2008

manual

A pagina de sexo do Terra sempre foi uma vergonha. Umas fotinhos que redirecionam para sites de pornografia – pura publicidade travestida para sites pagos -, dicas para melhorar sua performance que você não daria nem para o seu pior inimigo, e algumas entrevistas com poucas fotos de atores e atrizes pornô – publicidade travestida também.

Pois agora o Terra lançou um tal de Manual do Pênis! Não é nenhum grande avanço ao que a página já era antes, mas se você tiver tempo e quiser dar algumas risadas, ele pelo menos é bem humorado e não tem grandes pretensões. Não vai mudar sua vida descobrir como Charlie Chaplin chamava seu pênis ou como era o apelido de Yoko Ono para a máquina do amor de Jonh Lennon, mas, em meio a caretice que impera no mainstream da internet brasileira, isso já é um começo de conversa bem-humorado. Acesse aqui.

A(o)s reprimido(a)s

novembro 28, 2007

Tudo é teu. O teu corpo é teu. Toque-se. Sinta os cheiros que existem nele. Saberia descrevê-lo? Desenhá-lo? O perfume único que é teu. O gosto único que é teu. Aproveite a extensão dos teus 1,50 ou 1,80m. A cor dos teus olhos. Quando ri? Quando chora? Quando quer mais?

Quem é tu? Saberia responder essa questão? É necessário descobrir nossas qualidades para poder colocá-las em ação. Só se conhecendo e reconhecendo-se infinito poderemos entender o outro.

Toque-@. Beije-@. Lamba-@. Sinta todos perfumes. Eles são únicos. Queira ouvir tudo. Da repiração aos medos, passando pelos segredos e deliciando-se com os desejos. Sinta-se súdito e rei. Siga teus instintos. Aja de acordo com a tua vontade. Conheça-te e nunca mais consiguirá pensar o mal para ninguém. Divida-se e multiplique-se dentro de ti. Descubra-se caleidoscópio com o outro. Permita que sempre nasçam cores novas. Dê chance a tua felicidade. Apenas viveremos a plenitude do que somos se conhecermos a natureza e a origem do que somos. Não tenha medo. Consegue sentir a parcela de deus presente em teu íntimo?

Como foi escrito em um templo consagrado a Apolo, em Delfos, na Grécia Antiga: “Conhece-te a ti mesmo e conhecerás o Universo e os Deuses”. Outra frase também de Sócrates “Tendo o mínimo de desejos, chega-se mais perto dos deuses”. Ouse. A vida é agora.

Beija eu – Marisa Monte

Seja eu
Seja eu
Deixa que eu seja eu
E aceita
O que seja seu
Então deita e aceita eu

Molha eu
Seca eu
Deixa que eu seja o céu
E receba
O que seja seu
Anoiteça e amanheça eu

Beija eu
Beija eu
Beija eu, me beija
Deixa
O que seja ser

Então beba e receba
Meu corpo no seu
Corpo eu, no meu corpo
Deixa
Eu me deixo
Anoiteça e amanheça

Vagina Nova

novembro 27, 2007

Lendo o segundo caderno de um Jornal, sobre cirurgias plásticas, me lembrei da matéria do Lucchese sobre mulheres que fazem cirurgias estéticas na vagina. Eu li, mas não dei muita atenção. Agora dei um stop no assunto: Imagina acordar com uma vagina nova?!!! Não, imagina o antes! A gente vai no consultório, fala com o médico, apresenta os motivos de tal mudança, que devem variar entre :

  • Eu acho a minha vagina feia!
  • Eu tenho trauma, acho que tenho menos sexo oral porque os caras não acham a minha passarinha bonita
  • A minha não é igual às outras.
  • Eu confesso, dei uma espiada na Playboy do mês passado, e amei a vagina da Sandra do BB!O senhor faz ela para mim?!!
  • A minha vagina caiu doutor!!!
  • Eu não sei bem porquê, mas sei que tou dividida entre uma vagina tipo coração ou tipo pêra.

E depois, tem outra coisa gente. Se você é dessas mulheres que, como eu, fica vermelha ao cruzar com seu ginecologista fora do consultório – o meu ,frequentava a mesma academia que eu, e ginecologista para mim, tu só vê naquela sala branca, não deviam nem viver na mesma cidade que a gente – , imagina, seria mais um homem que por motivos profissionais você teria que abrir as pernas sem a menor vontade e sem prazer algum!!

Tá, mas voltando a perspetiva da mulherada que decide mudar de vagina. Pensa só, tu acorda enfaixada lá em baixo, com dores, comichões e muito xixi ( certo!!!), e pior, sem poder ver a maldita vagina!!!

Mas, tudo bem, os dias passam, e chega finalmente o dia de poder olhar, com orgulho, a nova vagina. Aí o que acontece? Senta e bota um espelho na frente? Fecha os olhos, e abre devagar?? Imagina o panico da mulher? É um momento dificílimo! Roubando cena de futebol, é quase um penalti em final de campeonato! Será que ficou como ela sonhou? E se a mulher tiver marido/namorado, como é que faz para apresentar a nova vagina? Pô, se o cara gostava da outra vagina? Pior, se ele não notar, que tem uma vagina nova? E se ela cortou uns pontos nervosos, tri importantes, o prazer nunca mais?? Vagina nova e frigida?

A arte de Pompoar

novembro 22, 2007

Pompoar é a habilidade de controlar a contração e o relaxamento da musculatura circunvaginal. Ao aprender a técnica, a mulher consegue controlar os três aneis circunvaginais separadamente, podendo incrementar o ato sexual apenas com o movimento de seus músculos. Embora para nós, ocidentais atrasadas, a técnica seja algo ainda muito pouco explorado, em países como a Índia, ela é passada de mãe para filha, com o objetivo de aumentar o prazer sexual da moça e de seu parceiro.

Existem cursos que ensinam a chamada “malhação íntima”. Mas existem técnicas para se fazer em casa, para quem não achou uma boa professora ou quer tentar primeiro sem gastar nada. Uma delas é a de contrair e soltar várias vezes seguidas os músculos da região ao longo do dia, enquanto se escova os dentes, dirige, assiste à aula, etc. Claro, há de se ter o cuidado de contrair apenas os músculos da vagina – se você tensionar junto a musculatura do ânus, não está fazendo direito. Para ter certeza de qual músculo exercitar, enquanto estiver fazendo xixi, tente interrompê-lo no meio. Esse músculo que interrompe o fluxo é o mesmo exercitado no pompoarismo. Você pode também, durante o banho, introduzir um dedo na vagina e tentar apertá-lo – com o tempo, o movimento torna-se natural.

Para as que desejam ir mais longe, existem dois objetos usados nos exercícios de pompoarismo: o vibrador e o ben-wa. O vibrador dispensa apresentações, se você não sabe o que é, boa wiki-busca. O ben-wa são as famosas ‘bolinhas tailandesas’ – um ou mais pares de esferas auto-vibratórias ligadas por um fio. De acordo com a pompoarista Stella Alves, elas são usadas para “treinar os movimentos de sucção, expulsão e fortalecimento dos músculos circunvaginais. Os exercícios ajudarão você a identificar os três feixes de músculos do canal vaginal.” Mas atenção: não compre qualquer ben-wa vagabundo! As bolinhas devem ter o peso certo e uma distância correta entre elas, além de serem de material atóxico!

Ben-wa: as bolinhas que ajudam você na malhação íntima

Stella também contou, durante uma entrevista, alguns dos movimentos que o pompoarismo possibilita. Pessoalmente, me parecem beeem interessantes…veja:
Revirginar: é contrair com tanta força o esfíncter vaginal, que é o músculo de entrada da vagina, o que impede ou dificulta muito a penetração do pênis/vibrador, possibilitando simular virgindade.
Ordenhar: é contrair individualmente os anéis circunvaginais de forma sequêncial, pressionando o pênis/vibrador, começando da entrada da vagina em direção ao útero, com força média.
Chupitar: é imitar com a vagina a movimentação que os bebês fazem com a boca quando estão mamando ou usando a chupeta.
Sugar: é chupar o pênis/vibrador com a vagina.
Massagear: o pênis/vibrador é massageado nas intensidades fraca, média ou forte.
Morder: é a pratica utilizada freqüentemente para retardar o orgasmo do homem. Consiste em contrair fortemente o anel circunvaginal que circunda o pescocinho logo abaixo da glande do pênis.
Guilhotina: é uma “mordida” com muita força.
Algemar ou agarrar: é contrair com tal força a musculatura vaginal, impedindo a saída do pênis/vibrador.
Expulsar: é quando a vagina expele o pênis, vibrador, banana, pepino, etc.
[leia toda a entrevista com Stella Alves aqui: GAS-BH]

Além das vantagens na vida seuxal, o pompoarismo fortalece os músculos pélvicos, evitando a queda de bexiga e de útero e a incontinência unrinária. Em algumas, pode até diminuir a cólica menstrual.

A ‘malhação íntima’ é algo que as mulheres deveriam entrar mais em contato. Não só para aproveitarem o sexo melhor mas para se conhecerem melhor. Muitas ainda sentem nojo de suas vulvas e vaginas, mal sabem o que tem entre as pernas. Não sabem como se dar prazer, e esperam que seus parceir@s advinhem, tornado a vida sexual uma novela cheia de cobranças, insatisfações e dores de cabeça. O pompoarismo traz benefícios físicos, psicológicos e sexuais, e é uma coisa que pode ser praticada por qualquer mulher. Basta força de vontade e auto-conhecimento.

Para você fazer em casa

Há vários profissionais que estudam e auxiliam na prática do pompoarismo. O ideal, antes de começar sua prática, é visitar seu ginecologista. Para desenvolver a técnicas em casa, há livros e outros materiais disponíveis. Stella Alves é autora de vários livros sobre o tema, desde títulos mais introdutórios até cursos completos. Clique aqui e entre em contato por email para ser infomada com total discrição sobre esses produtos.

Invista no seu prazer sem vergonha de ser feliz!

Tá com tempo, vai praticar sexo!

novembro 19, 2007

tantra-sex.png

 

Em uma sociedade na qual a cultura não era centrada na guerra, a mulher era valorizada e até mesmo divinizada por dar a luz. Na Índia dravídica, há mais de 5000 anos, surgiu o Tantra: uma filosofia comportamental com características matriarcais, sensoriais e desrepressoras.

O sexo tântrico tem como proposta atingir um prazer muito maior do que o orgasmo comum e conseguir sustentar esse êxtase por um tempo ilimitado, o hiper orgasmo. Através da contenção orgástica, o indivíduo se converter em um pólo de sensorialidade e qualquer parte do corpo sente prazer como se fosse um extenso órgão sexual que cobrisse toda a amplitude do seu corpo. As relações sexuais levam horas…

Uma característica do Tantra é a posição sempre privilegiada da mulher, ela não é possuída, mas possui. A evolução da nossa espécie pode ser dividida em três fases, conforme a posição que a mulher assumiu durante o coito.

1. fase troglodita – cobrindo a fêmea por trás (como os animais);

2. fase patriarcal – frente a frente, o homem por cima (meio evoluído);

3. fase tântrica – frente a frente, a mulher por cima (evolução plena). “Como posso adorar uma deusa se não olhar para cima?”

Sem entrar na questão mitológica, aí seguem algumas dicas que qualquer mortal pode tentar para ampliar o seu poder orgástico!!

Para ambos sexos : contrair os músculos dos esfíncteres do ânus e da uretra, segurando essa contração por alguns segundos, o que pode ser feito em qualquer lugar, para treino, e durante a relação; carícias inesperadas, mesmo breves, porém freqüentes, deixam a libido condicionada a reagir com facilidade à presença do parceir@.

Para os homens: banho de imersão dos testículos em água fria antes de dormir; chuveirinho morno, quase quente, sobre a glande também deixa um efeito estimulante sobre a vascularização dessa área.

Para as mulheres: higiene com chuveirinho forte e com água morna tem o mesmo efeito; evitar o uso da calcinha.

Durante a relação

Acenda um incenso (sândalo e o de canela são os mais recomendados), coloque flores e frutas no ambiente, uma música bem calma e sensual. Para aguçar os sentidos, veda-se os olhos d@ parceir@ com um pedaço de seda. Os dois devem estar nus e a pessoa que está sem a venda deve aguçar o olfato d@ parceir@ com vários cheiros. Para finalizar, deve-se tocar o corpo nu d@ parceir@ vedad@ para que os outros sentidos sejam aguçados e então retira-se a venda para que se olhem nos olhos, sentad@s frente a frente com @ seu (sua) parceir@. Olhem-se nos olhos e iniciem a experiência do tato. Primeiramente, das mãos d@ parceir@, depois do rosto, cabelos, peito, ventre. Essa etapa preliminar pode durar o tempo que o casal quiser. Quanto mais prolongada, melhor. Durante a relação a mulher deve ficar por cima, assim ela se tornar mais liberada e participante. Deve-se evitar os movimentos rápidos e grosseiros, muito carinho é o essencial. E o mais difícil para os ocidentais: quando se chega perto do orgasmo, ele deve adiado para que seja intenso e prolongado.

Embora o tantrismo defenda a prática entre casais heteros, para que haja um pólo positivo e outro negativo, não custa nada tentar esses exercícios, independente da orientação sexual de cada um, a fim de prolongar o prazer e ampliar o conhecimento de nós mesmos e do outro.

http://camanarede.terra.com.br/sex_tant/sex_tant_main.htm

O anticoncepcional nosso de cada dia!

outubro 4, 2007

Faz um tempo já, eu sei que tem uns descontos rolando por aí de até 90% na compra de anticoncepcionais. Um dia desses, comentei com uma amiga e ela não conhecia o programa de descontos. Intrigado, comentei com outras amigas. E no mesmo desconhecimento a maioria delas se encontravam.
Então, eu acho que fizeram uma boa ação para a mulherada e esqueceram de avisá-las. E por isso resolvi entrar numa Panvel e perguntar como funcionava para comprar o produto com desconto. A atendente me explicou e estou aqui para repassar o que descobri.
Gurias, é o seguinte: o governo federal lançou um programa chamado Farmácia Popular, que na real é a concessão de descontos para remédios de uso continuado. Por enquanto esses descontos gigantescos são apenas para quem faz uso de anticoncepcionais e dos remédios que controlam diabetes e hipertensão.
Não são todos os anticoncepcionais que têm desconto, são apenas alguns. Mas o bom é que isso gera uma reação em cadeia e força a queda do preço dos demais contraceptivos (a atendente estava feliz porque o dela tinha baixado de preço, embora não fizesse parte do programa), já que em alguns casos é possível trocar de marca, pois o princípio ativo é o mesmo.
Todo mundo que faz uso desses medicamentos tem direito a estes descontos. Basta ir até uma farmácia credenciada ao programa, elas são muitas, apresentar o CPF e a receita médica, independente de ser da rede pública ou privada. O programa não está atrelado a renda ou grupo de risco, por exemplo.


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 32 outros seguidores